Nota de pesar: falecimento de Héctor Seuánez

É com enorme tristeza que comunicamos o falecimento do nosso colega e amigo Héctor Nicolas Seuánez Abreu, ocorrido na noite de sexta-feira, 20 de Agosto de 2021.

Héctor, uruguaio naturalizado brasileiro, médico e biólogo, era pesquisador emérito e professor aposentado do Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Rio de Janeiro, e do Departamento de Genética da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Suas pesquisas com mamíferos, além da genética humana, tratavam de estudos evolutivos a nível cromossômico e do mapeamento genético, especialmente de primatas.

Héctor Seuánez não se destacava apenas como um excelente pesquisador. Sua simpatia, alegria e empolgação pela vida, pelo conhecimento científico e amor pelos mamíferos eram sempre transmitidos em suas aulas e palestras, e no convívio com os seus orientandos, alunos e colegas. Estava sempre disponível para ajudar, revisar textos, propor novas pesquisas, e sair com os colegas e amigos para um churrasco com longas conversas.

Em especial seus olhos brilhavam quando o assunto eram os cromossomos dos mamíferos! A combinação do seu carisma, seu amor pela ciência, sua contribuição para o conhecimento dos mamíferos e seu papel na formação dos alunos fizeram com que fosse homenageado com uma nova espécie de mamífero, o rato-da-floresta-de-seuánez, Hylaeamys seuanezi, um roedor orizomíneo inicialmente identificado pelas diferenças observadas no seu cariótipo.

Este grande amigo e pesquisador deixará muitas saudades. Perde a ciência, e em especial nós, mastozoólogos. Mas ficam na lembrança de todos que o conheceram a forma como ensinava evolução dos mamíferos, e o som da sua risada!

Foi um privilégio conviver com você, Héctor.

Rato-da-floresta-de-seuánez, Hylaeamys seuanezi Weksler, Geise & Cerqueira, 1999. Foto de Adna de Souza e Silva, Cabruca de Ilhéus, BA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima